Redes sociais são mais tentadoras do que álcool e cigarro

São Paulo – Usar o Twitter ou atualizar o status do Facebook pode ser mais difícil de resistir que a vontade de fumar ou tomar um copo de cerveja. É o que diz um estudo conduzido pela Booth Business School (Universidade de Chicago) e que tinha como objetivo mensurar o quanto uma pessoa consegue resistir aos desejos e vontades ao longo do dia.

Os resultados foram surpreendentes. A pesquisa percebeu que a força de vontade de uma pessoa para resistir às tentações diminuía ao longo dia, assim como diminuía a resistência ao trabalho. Em contrapartida, entre os desejos “controláveis”, o grupo de pesquisados citou atividades como sexo e impulsos consumistas.

Em entrevista ao The Guardian, o chefe da pesquisa, Wilhelm Hofmann, explicou que a maioria listou vontades como dormir e se divertir como as mais problemáticas. Estes desejos, segundo ele, tendem a trazer certa tensão para a vida de uma pessoa. Isso acontece por que ela precisa controlar o desejo natural de descansar e relaxar para dar conta da carga de trabalho e outras tarefas.

Já o desejo de acessar meios de comunicação, como redes sociais, por exemplo, foram citados entre os mais difíceis de superar. De acordo com Hofmann, apesar do uso frequente das redes sociais não trazer consequências sérias para a vida da pessoa, é capaz de ocupar um tempo considerável do seu dia. Mas, o acesso fácil e gratuito ao Twitter, por exemplo, torna a vontade de engajar neste tipo de atividade mais difícil de ser contornada.

Agora, já no caso da nicotina e do álcool, continuou o pesquisador, os custos envolvidos são maiores para a pessoa, tanto para a sua saúde física quanto financeira. Além disso, é mais complicado ter a oportunidade de fumar e beber ao longo do dia.

A equipe do pesquisador escolheu a cidade de Würzburg (Alemanha) como cenário e distribuiu smartphones para 200 pessoas, entre 18 e 25 anos de idade. O grupo deveria então responder mensagens enviadas pelo time de pesquisadores e listar os desejos que tiveram nos últimos 30 minutos. Também deveriam relatar a intensidade de tal vontade, se conflitava ou não com outras tarefas e se resistiram ou deixaram-se levar por ela.

Fonte: Por Gabriela Ruic, de EXAME.com, Segunda-feira, 06 de fevereiro de 2012 – 15h00

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s